Resenhas

Resenha: “Misery”, Stephen King

📚 Oi, beletristas! ♥ Como vocês estão? Eu estou tão feliz! Meu ritmo de leitura tem avançado mais, talvez por ultimamente eu só ter lido livros incríveis! Uma dessas obras incríveis, cuja resenha trago hoje, é Misery, do queridinho rei do terror Stephen King!☻

Misery foi meu primeiro contato com a escrita do King. Eu já conhecia a escrita de seu filho, o Joe Hill, através do livro “A Estrada da Noite” (também de terror). E eu pensei: meu Deus, se a escrita do Joe já é maravilhosa, imagina a escrita do King? E eu posso afirmar com todas as letras que as minhas expectativas quando ao Stephen foram superadas.

Misery é um livro de terror psicológico, uma vez que aqui não há monstros, fantasmas ou demônios como costuma-se ver em King, mas o monstro daqui é o ser humano. A história conta sobre o escritor Paul Sheldon, que escreveu uma série de best-sellers em que a personagem principal se chama Misery Chastain. Um dia, quando Paul termina de escrever um novo livro após a conclusão da série de Misery, ele acaba sofrendo um acidente de carro muito grave devido à nevasca. Mas, Paul acaba sendo salvo por alguém. Esse alguém é ninguém menos que Annie Wilkes, sua autointitulada fã número um.

Annie Wilkes é uma enfermeira aposentada que de início causa muito mistério não somente para Paul como também para o leitor. De cara já é perceptível que Annie demonstra um comportamento estranho, apesar de tentar transparecer simpatia. Porém, aos poucos Paul vai percebendo que ela confunde fã número um com obsessão. Annie é obcecada pela história de Misery e não aceita de forma alguma o desfecho da última obra escrita por Paul, desfecho esse que acabou despertando seu lado psicótico. Com isso, Annie acaba usando Paul com a desculpa de ter sido sua salvadora para conseguir o que quer: um novo final para Misery. Nada mais justo, afinal ela salvou a vida dele, não é? No entanto, Annie não faz isso de forma agradável. A enfermeira isola Paul num quarto e quando Paul não cumpre o que ela deseja, acaba sofrendo torturas, ameças, agressões… Sem saída, Paul, temendo por sua vida, terá que usar toda sua força e criatividade para escrever a melhor história de Misery que poderia criar, de forma que satisfaça Annie e faça o escritor se livrar do pesadelo de ser mantido em cárcere pela psicótica Annie Wilkes.

Não seria exagero se eu dissesse que essa história me causou calafrios, porque foi o que aconteceu. Em diversas passagens do livro, eu me peguei fazendo caretas diante das agonias que Paul Sheldon estava sofrendo pela Annie, e não conseguia acreditar – mesmo sendo uma história fictícia – como alguém teria coragem de cometer tanta violência contra alguém por conta de uma obsessão. Annie é perturbada, e apesar de ser cruel, é uma das melhores vilãs que eu já vi no universo literário, pois Annie parece ter sido baseada em alguém da vida real, parece uma pessoa que realmente existiu (eu espero que não, argh!) devido à sua profundidade. King soube desenvolver bem sua vilã, bem como soube expressar cada sentimento de Paul. Eu pude sentir cada agonia do escritor e torcia para que ele saísse sã e salvo da casa de Annie, e, apesar de muitas surpresas (bem assustadoras, por sinal), o desfecho foi muito satisfatório para mim.

Então o que posso dizer é: eu estou APAIXONADA pela escrita do Stephen King! Quem me conhece bem, sabe que eu amo histórias de terror e eu sempre fui louquíssima para conhecer a escrita do rei do terror, e finalmente tive essa oportunidade. Valeu muito a pena, eu não conseguia largar o livro por um segundo, ficava na torcida pela liberdade do Paul, pensando se ele conseguiria escapar, com medo do que Annie fosse fazer no próximo capítulo… Eu amei todo esse suspense e amei cada cena surpreendente, definitivamente é um thriller psicológico que vale muito a pena e tem o selo Uma Beletrista de aprovação, hahaha! Então, fica uma indicação de leitura para vocês, até para quem quer conhecer a escrita do King, pois para mim, conhecê-lo através de Misery foi uma ótima experiência.

Até o próximo post, beletristas! ♥

Sobre a autora

Caminho entre letras e sonhos: sou uma eterna apaixonada pelas viagens que as páginas amareladas de um livro pode me levar. Cada página virada é uma nova aventura; em êxtase entro só de pensar. Amo tudo o que me faz expandir esse universo que eu sou; amo olhar minha estante pensando na próxima aventura em que embarcar eu vou. Entrando em sintonia comigo mesma, sou uma louca alucinada pelas belas letras.

Gostou desse post? Deixe sua opinião nos comentários! ♥

%d blogueiros gostam disto: