Resenhas

Resenha: “Os Contos de Beedle, o Bardo”, J.K. Rowling

Olá, meus beletristas! Hoje, em comemoração a esse frio dia de Halloween (isso sim que é dia das bruxas de verdade!), trago a resenha de um livro que é tradição minha ler todo dia 31 de outubro: Os Contos de Beedle, o Bardo, escrito por nossa amada J.K. Rowling, autora da tão amada saga do nosso querido bruxinho Harry Potter.

Ps.: Leiam essa resenha até o final para descobrir uma surpresa!

 Os Contos de Beedle, o Bardo | J.K. Rowling | Editora Rocco | edição 2008 | 128 páginas | Nota: 10/10

Os Contos de Beedle, o Bardo são os nossos “contos de fadas” na versão bruxa. Aqui, temos cinco histórias mágicas populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há muitíssimas gerações bruxas para os filhos antes de dormir. Não se sabe muito sobre o autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração contribuindo para muitos pais bruxos criarem seus filhos, assim como acontece nos contos de fadas dos trouxas.

No entanto, enquanto nos contos de fadas dos trouxas as histórias nos trazem a concepção do que é errado, nos Contos de Beedle, o Bardo, vemos histórias de heróis e heroínas do mundo bruxo que utilizam sua magia para ajudar os outros; porém, sempre mostrando como nem para todos os problemas a magia é a solução.

Assim como nos contos de fadas dos trouxas, algumas dessas histórias podem ser um tanto assustadoras. Contudo, o objetivo disso é conscientizar as crianças para agirem honestamente a fim de evitar punições das leis da magia, fazendo com que as crianças aprendam a usarem seus poderes apenas para o bem, algo que Dumbledore ressalta diversas vezes em suas anotações – o que é, aliás, um ponto muito alto do livro, uma vez que todas as histórias trazem comentários especiais do nosso tão amado e sábio Alvo Dumbledore.

As cinco histórias trazem “O Bruxo e o Caldeirão Saltitante”, que tem como protagonista o filho de um bruxo bom que, após a morte do pai, decide não ajudar os outros como o pai assim o fazia; “A Fonte da Sorte”, conto em que mostra a busca de três bruxas e um cavaleiro por uma fonte cuja água concede boa sorte a todos que nela se banharem; “O Coração Peludo do Mago”, que conta sobre um velho bruxo incapaz de amar e uma donzela que em muito lembra as donzelas dos contos de fadas de trouxas, “O Conto dos Três Irmãos”, que é o tão conhecido conto sobre os três irmãos que encontram as relíquias da morte e, por fim, “Babbity, a Coelha e seu Toco Gargalhante”, que conta as aventuras da coelha Babbity.

Eu não preciso nem falar sobre a capacidade que a J.K tem de nos levar para dentro desse mundo mágico, né? Sem dúvidas, é a autora mais talentosa que conheço. Fica a minha recomendação para o clima de fim de outubro e início de novembro! ♥

E, para você que leu até o final curioso(a) para saber qual a surpresa, vem aí a mais incrível novidade do blog: agora temos um podcast! ♥♥♥ Lá, publicarei contos, crônicas e poemas/poesias. Agora meu universo literário na minha voz! <3 Sigam lá:

Até o próximo post, queridos beletristas! >.<

E lembrando que se gostaram da indicação, vocês podem comprar “Os Contos de Beedle, o Bardo” comigo no link abaixo ♥

Sobre a autora

Caminho entre letras e sonhos: sou uma eterna apaixonada pelas viagens que as páginas amareladas de um livro pode me levar. Cada página virada é uma nova aventura; em êxtase entro só de pensar. Amo tudo o que me faz expandir esse universo que eu sou; amo olhar minha estante pensando na próxima aventura em que embarcar eu vou. Entrando em sintonia comigo mesma, sou uma louca alucinada pelas belas letras.

Gostou desse post? Deixe sua opinião nos comentários! ♥

%d blogueiros gostam disto: