Autorias

i’ll love you till the stars don’t shine.

hoje há um espaço vazio na mesa, e, desde que te perdi, o natal não tem mais beleza. porque eu sinto sua falta e dessa dor jamais terei alta. é uma dor imensa, uma dor dilacerante que atravessa meu peito extravagantemente, cessando somente quando atravessa os canais de meu corpo até chegar em minha mente. pois, assim que alcança seu destino, essa dor sufocante de forma deslumbrante transforma toda a agonia em alegria. alegria? não. está mais para uma iluminação levando embora toda a até então escuridão e dando lugar agora à gratidão. gratidão essa que invade toda a vastidão de meu ser, fazendo-me enfim ver que aos céus devo agradecer pela honra em minha vida te ter. tido ou ter? ter. pois enquanto eu te amar tu estarás aqui presente, até todas as estrelas explodirem tu permanecerás em minha mente, enquanto o mundo existir serei grata incondicionalmente. grata por cada conselho e cada momento, cada risada e cada gargalhada ao ouvir tuas histórias ou contigo criar memórias. mas hoje as luzes de natal não piscam mais, felicidade essa data não mais me traz e os fogos de artifício brilhando no céu já parecem banais. aquela árvore natalina que tu gostavas ainda está no armário guardada e lá continuará acomodada até que alguém tenha a coragem de em algum natal novamente montá-la. por mais que ainda tenha pessoas que amo ao meu redor, a solidão evidentemente me pegou – pois como comemorar com o coração cheio de dor? mas enquanto em mim permanecer algum resquício de alento, tornarei como meu ofício a recordação de cada nosso momento, pois em cada átomo meu carrego sua memória, já que em uma ação a ti declaratória, de tua personalidade guerreira tornei-me uma herdeira, e, apenas enquanto eu respirar, cada parte de mim de ti irá lembrar.

Sobre a autora

Caminho entre letras e sonhos: sou uma eterna apaixonada pelas viagens que as páginas amareladas de um livro pode me levar. Cada página virada é uma nova aventura; em êxtase entro só de pensar. Amo tudo o que me faz expandir esse universo que eu sou; amo olhar minha estante pensando na próxima aventura em que embarcar eu vou. Entrando em sintonia comigo mesma, sou uma louca alucinada pelas belas letras.

Gostou desse post? Deixe sua opinião nos comentários! ♥

%d blogueiros gostam disto: