Autorias

Emergir

Dispensou as bonecas. Ela sempre quis os livros.

— Zack Magiezi.

Aos 5 anos de idade, aprendi a ler. Lembro de ficar pegando livros grandes, empoeirados e velhos tentando decifrá-los; tentando saber o que estava escrito ali. E quando não conseguia, eu inventava. Inventava histórias e contava-as para mim mesma. Era mágico.

Sim, eu saí do jardim de infância já sabendo ler. Eu simplesmente amava as letras! Mergulhava em contos de fadas por horas, até hoje meu conto preferido é A Bela e a Fera. Lembro-me de um livro do Peter Pan ilustrado e de capa dura, que acompanhava um CD… eu lia e relia, e quando não estava lendo, estava ouvindo a história. Era incrível! Tantos gibis da Turma da Mônica e livrinhos que eu encontrava nas estantes da escola…

Quando eu ia na casa das pessoas e via livros nas estantes, ia direto para lá. Não, eu nem queria saber se tinha brinquedos na casa. Queria saber se tinha livros. Eu sempre fui assim. Apaixonada por esse mundo literário que me faz navegar em outros mundos a cada página.

E hoje, onde eu vou carrego um livro. Não sei viver sem eles em minha vida, tampouco quero aprender como. E acho que preciso colocar em palavras as minhas impressões sobre algumas histórias. Porque há algumas histórias que são incríveis demais para serem lidas e mantidas em silêncio. É preciso mostrar para o mundo como as letras podem representar um infinito.

E… cá estou eu. Eu não sei se alguém vai ler isso, e para ser sincera, escrevo mais para mim mesma do que para qualquer outro. Esse blog é uma tentativa de expressar pelo menos um pouco do que pude sentir ao ler algo. E quem sabe eu não escreva também, e quem sabe eu não faça outras coisas. E quem sabe onde isso vai dar?

Eu descobri que gosto de escrever para mim mesma (às vezes, quando preciso desabafar com alguém que não seja uma pessoa, abro meu bloco de notas e deixo meus dedos deslizarem. A sensação é maravilhosa) e eu tenho tanta vontade de deixar marcado os meus pensamentos sobre algumas palavras. Sobre algumas letras, alguns livros. Porque eu leio tanto o tempo inteiro. E amo tanto isso. Então, por que não deixar marcado aqui?

Eu, uma beletrista, aquela que não sai de casa sem um livro na bolsa e que não se imagina sem eles, embarco agora nesse novo mundo. Acho que, de tanto cultivar as belas letras, chegou a hora de deixá-las transbordar.

Sobre a autora

Caminho entre letras e sonhos: sou uma eterna apaixonada pelas viagens que as páginas amareladas de um livro pode me levar. Cada página virada é uma nova aventura; em êxtase entro só de pensar. Amo tudo o que me faz expandir esse universo que eu sou; amo olhar minha estante pensando na próxima aventura em que embarcar eu vou. Entrando em sintonia comigo mesma, sou uma louca alucinada pelas belas letras.

(0) Comentário

  1. Gratidão por compartilhar seus pensamentos!!! Gratidão por continuar criando!

    1. Eu que agradeço pela visita e por dar uma atençãozinha aos meus escritos ♥♥♥

Gostou desse post? Deixe sua opinião nos comentários! ♥

%d blogueiros gostam disto: